Quando experimentamos a força do amor de Deus, quando reconhecemos a sua presença de Pai na nossa vida pessoal e comunitária, não podemos deixar de anunciar e partilhar o que vimos e ouvimos (papa Francisco, na sua mensagem ). Como diz o Santo Padre também nós com grande alegria, entusiasmo, esperança, e disponibilidade: Queremos partilhar a nossa experiência vivida no dia 11 de Dezembro de 2021, que foi a nossa profissão temporária, o nosso sim inicial.

Faz de mim o que queiras em tuas mãos me abandono (M.A)

Animadas, e muito movidas com as palavras e vida de Madre Assunção e com aquilo que o Senhor quer de nós, queremos primeiro manifestar a nossa gratidão ao Senhor por nos ter chamado, reconhecemos que não foi pelo merecimento mas sim pelo seu grandioso amor, Ele olhou-nos, e convidou-nos, para O seguir e servir. Con esta certeza, queremos expresar a nossa gratidão de coração aberto:

Agradecemos a Deus pelo dom da vida, vocação e de modo particular pela consagração.

Em seguida agradecemos à Congregação das Irmãs Carmelitas do Sagrado Coração de Jesus que nos acolheu para fazermos parte desta família e nos acompanha na nossa caminhada vocacional. Do mesmo modo agradecemos aos nossos pais, nossos familiares que nos cuidaram e educaram na vida cristã, mostrando-nos o caminho de Jesus Cristo. Agradecemos ao Conselho Geral, em particular à irmã Margareth Khaula, Superiora da Zona África e Representante do Conselho Geral, por ter nos aceite e ajudado a realizar os nossos sonhos de consagrar a nossa vida a Deus comprometendo-nos a ter como estilo de vida, o carisma das Irmãs Carmelitas do Sagrado Coração de Jesus, agradecemos à irmã Maria Lopes Nivurucha, nossa mestra de noviciado, à equipa formadora que nos acompanhou durante o período de formação.

Nas vésperas da cerimónia com a presença das famílias ficamos cheias de emoção sem saber o que fazer, nem o que dizer, com a presença das irmãs de Maputo e de Namapa, para além da emoção, misturamos emoção e ansiedade, mas também sentimo-nos tão pequenas e sem nenhum merecimento de mover todas as comunidades a deixarem a missão, algumas coisas mais urgentes para estarem connosco, nos acompanharem e acolherem como novos membros, e o nosso maior desejo era de manifestar a nossa alegria e satisfação a todos, mas não sabemos se conseguimos manifestar. Chegando o próprio dia, com aquela emoção, ao vermos a participação activa de todos os presentes em diversas actividades, ardia-nos tanto o coração e com muita ansiedade ficamos não muito tristes e nem muito alegres ao ver o ambiente que estava tudo movido por causa de nós. Ao iniciar o cântico de ambientação com o grupo coral já preparado, onde faziam parte também as manas noviças e aspirantes estando já em procissão para a entrada sem saber como poderíamos marcar os passos, de repente sentimos uma paz interior, brotou uma alegria no nosso coração e ficamos calmas e serenas, tudo foi decorrendo solenemente. Chegando no momento mais importante que é o momento da nossa consagração a Deus sobretudo no momento do interrogatório podemos experimentar a graça de Deus e a força da comunidade porque tivemos uma experiencia, imprecionante: enquanto o padre lia as perguntas com o ritual na mão acompanhando já tudo para que quando chegasse a nossa vez darmos a resposta, acontece que de repente uma de nós não conseguia ver as respostas não porque tinha problema de vista ou estava escuro talvez por emoção… Graças a Deus uma de nós que iniciou as respostas despertou a outra assim o problema se resolveu. Então até agora ficamos a pensar se ela estivesse sozinha nessa situação o que seria? Por isso continuamos a dar graças a Deus por chamar duas nesta nossa caminhada como irmãs companheiras, como diz Madre Assunção se sois duas uma só. As chamadas telefónicas que recebemos de quase todas as comunidades da Congregação e outras felicitações como sinal de acolhimento e manifestação de alegria aumentavam cada vez mais a nossa felicidade e, sentindo-nos mais unidas apesar da distância, reconhecemos que estávamos muito unidas na oração e espiritualmente.

Para terminar agradecemos a todas as irmãs da Congregação por tudo aquilo que fizeram por nós. Pelas orações, amor, disponibilidade e trabalho. E por todos aqueles que de forma direta ou indirectamente nos apoiaram para que este nosso sonho se tornasse uma realidade.

Agora que estamos a dar inicio a uma nova etapa de integração na vida e missão da Congregação, comprometendo-nos em dar e receber, continuamos a contar mais uma vez com todas as irmãs que sempre nos apoiram por meio das suas orações, para que possamos dar o melhor, para responder continuamente ao seu chamado e ser uma presença testemunhante de Cristo Servo de Deus e da humanidade, como foco principal do nosso carisma onde quer que estejamos.

«Porque para chegar de todo ao todo hás-de negar-te de todo ao tudo» (S. Joao da Cruz).

Calorosas e guardadas com o nosso condiscípulo da nossa caminhada andada S. João da Cruz, que durante a nossa jornada reorganizou o nosso caminho, nos reanimou, nos corrigiu nos fundamentou a branquearmos tudo da nossa vida anterior e desistir de tudo do passado do contrário ao seguimento do Senhor, para podermos caminhar melhor mesmo com contrariedad para que possamos ter bom coração, bons sentimentos e bons olhos nas contrariedades e ser capazes de superá-las até chegar o dia desejado e esperado tão excelente, a ele vai o nosso caloroso e muitíssimo agradecimento.

Ao finalizar queremos terminar com a oração capitular:

Senhor Jesus nós recorremos a ti pedindo pela nossa Congregação neste ano em que se está a preparar para o XX Capítulo Geral para que o Espírito de Deus actue como quer, quando quer, para quem quer para que ela seja renovada com o seu espírito de serviço para o povo e pela Igreja. Vós que sois possuidor e superior da mesma reorganizai Senhor em lugares que fracassou durante os anos passados para que seja renovada e reforçada e continue a dar vida a toda humanidade como sempre e para sempre, te pedimos que nos dês muitas e santas vocações para darmos continuidade com vivacidade ao carisma que a nossa fundadora nos deixou. Amén.

Monte Carmelo 16 de Janeiro de 2022

Irmã Filomena Waruma Wahela y Irmã Egídia Alexandre Paulino

HH Carmelitas del Sgdo. Corazón de Jesús

Author HH Carmelitas del Sgdo. Corazón de Jesús

More posts by HH Carmelitas del Sgdo. Corazón de Jesús